Hora certa:
 

Colunas

RH, você sabe o que é employer branding?

Em um cenário cada vez mais competitivo, construir uma boa reputação é fundamental para que as empresas atraiam e retenham talentos. Nesse contexto, surgiu o conceito chamado “employer branding”, que pode ser definido como um conjunto de técnicas utilizadas pelas organizações para reforçar sua imagem como boas empregadoras e, assim, se tornar um lugar procurado e desejado pelos profissionais.
 
Em parceria com as áreas de marketing, comunicação e assuntos corporativos, o RH é o principal responsável por gerenciar a employer brand de uma companhia, com a importante missão de identificar os pontos fortes para atrair os melhores talentos. De acordo com pesquisas recentes da rede social Linkedin, empresas com marcas empregadoras fortes têm uma taxa de rotatividade 28% menor do que aquelas com reputação fraca.
 
São vários os fatores que podem tornar uma organização atrativa: boa remuneração, oportunidade de aprendizado, plano de carreira, oferta de benefícios, ambiente de trabalho, flexibilidade de horário ou, até mesmo, ações socialmente responsáveis. Para construir uma marca forte, porém, o primeiro passo a ser tomado por ela é definir qual é a sua proposta de valor - ou seja, o que de melhor tem a oferecer.
 
Um segundo passo é entender o seu público-alvo e ouvir o que ele tem a dizer. Quando as pessoas pensam na empresa, qual a primeira coisa que vem à mente? As pesquisas de opinião e avaliação são uma boa forma de começar a entender quais são os pontos positivos e negativos da companhia e no que é possível melhorar.
 
Valorizar a inclusão também é uma estratégia importante para construir uma boa reputação. Uma organização com maior presença de mulheres, negros e LGBTs não só fortalece a marca empregadora, mas também consegue aprimorar o atendimento aos clientes, garantir a satisfação dos funcionários e aperfeiçoar o processo de tomada de decisões. Isso porque, quanto mais diferentes são os membros de uma equipe, mais complementares serão suas habilidades e maiores serão a criatividade e a facilidade na resolução de problemas.
 
Outro fator que merece ser destacado é o relacionamento com o público externo, essencial para que as políticas se tornem visíveis e, assim, fortaleçam o engajamento com a marca. Investir em eventos, palestras e na comunicação pelas redes sociais contribui para aproximar os possíveis talentos dos valores da companhia, de modo que a torne ainda mais atrativa. Além disso, é fundamental que o próprio público interno (ou seja, os funcionários) se sinta acolhido e mostre que gosta de trabalhar na empresa. Para isso, são necessárias políticas internas de recursos humanos, a fim de incentivar e reconhecer o trabalho de cada um.
 
Por fim, uma empresa forte assume responsabilidades, investe na transparência, deixa claro o que pode oferecer e, consequentemente, diminui a insatisfação dos colaboradores. Vale lembrar que essa construção não é algo conquistado da noite para o dia, mas fruto de um planejamento a longo prazo. O bom profissional de RH entende que ter funcionários comprometidos é fundamental para o sucesso dos negócios e, por isso, se preocupa em construir um ambiente de trabalho procurado pelos melhores profissionais.
 
Claudia Santos é especialista em gestão estratégica de pessoas, coach executiva e diretora da Emovere You.












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 54.167.194.4 | CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)