Hora certa:
 

Notícias

Estudo VidaSim, que investiga eficácia do corticoide prednisolona no tratamento da COVID-19, tem nova fase

Há um mês o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, por meio do seu Centro Internacional de Pesquisa e em parceria com a Faculdade de Medicina do ABC, com apoio da Mantecorp Farmasa, iniciou testes para avaliar os efeitos do medicamento prednisolona em pacientes infectados pelo novo coronavírus. O estudo, nomeado VidaSim, está avaliando 370 pacientes internados com quadro moderado da doença em instituições de saúde participantes.

Em setembro a Organização Mundial da Saúde preconizou a utilização do corticoide em casos graves da COVID-19 e a iniciativa despertou interesse do pneumologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e pesquisador sênior responsável pelo estudo, Dr. Elie Fiss, e sua equipe em estudar a prednisolona também nos casos moderados da doença. Já em curso, houve a necessidade de ajustar o escopo do estudo, uma vez que a utilização do corticoide se mostrou uma realidade nos hospitais brasileiros e a classe médica estava prescrevendo-o antecipadamente, tornando difícil a existência do grupo controle sem a administração do medicamento.

"A prednisolona já é bastante usada em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), asma e diversas outras enfermidades pulmonares. Se os resultados do estudo VidaSim confirmarem a eficácia do uso da prednisolona também em casos moderados de COVID-19, os benefícios para os pacientes serão enormes. Além de evitar o agravamento da doença, a prednisolona é um corticoide com menos efeitos colaterais e que age no processo inflamatório da doença", explica o pesquisador.

Estudo ganha novos parceiros

Devido a importância do estudo, as instituições de saúde participantes aumentaram. Inicialmente, contemplava o Hospital Alemão Oswaldo Cruz e a Faculdade de Medicina do ABC, porém, com o interesse crescente da classe médica em participar do estudo, agora, também fazem parte do VidaSim:

• CEMEC - Centro multidisciplinar de Estudos Clínicos LTDA - EPP - São Bernardo do Campo/SP
• Centro de Estudos Clínicos do Interior Paulista (CECIP-JAÚ) - Jaú/SP
• Hospital de Caridade de São Vicente de Paulo (HCSVP) - Jundiaí/SP

A pesquisa continua focada nos pacientes com quadros clínicos moderados. Metade do grupo receberá uma dose diária de 40mg de prednisolona via oral durante sete dias, e a outra metade tomará o de 20mg. Já o grupo controle, passa a ser composto pelos dados históricos dos prontuários de pacientes que não receberam corticoterapia, ou seja, o tratamento com corticoides.

"Neste momento desafiador, apoiar um estudo que o resultado pode trazer grandes benefícios para o tratamento de uma doença tão agressiva, se tornou parte do nosso compromisso como companhia que promove saúde e bem-estar para a população. O VidaSim investiga a eficácia do corticoide nas fases não graves da doença e, se comprovada, o tempo de internação e o número de pacientes que vão para UTI serão reduzidos", comenta Dr. João Fittipaldi, Diretor Médico da Mantecorp Farmasa.

Referências Bibliográficas:

1) The WHO Rapid Evidence Appraisal for COVID-19 Therapies (REACT) Working Group. Association between administration of systemic corticosteroids and mortality among critically ill patients with COVID-19: a meta-analysis. JAMA. Published online September 2, 2020. doi:10.1001/ jama.2020.17023 . 2) Miller WL. The Hypothalamic-Pituitary-Adrenal Axis: A Brief History. Horm Res Paediatr. 2018;89(4):212-223. 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.80.3.192 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)