Hora certa:
 

Notícias

Crises de hipoglicemia são foco de nova campanha de educação da Novo Nordisk

No Brasil, mais de 16 milhões de brasileiros vivem com diabetes1, número que já é maior do que toda a população de países vizinhos, como Bolívia e Paraguai. O diabetes é uma doença crônica, caracterizada pela ausência de produção, produção insuficiente ou resistência à ação da insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue. Geralmente, a primeira preocupação da pessoa com diabetes é evitar a hiperglicemia, ou seja, o excesso de açúcar no sangue, que pode prejudicar a saúde do paciente. No outro extremo, há a hipoglicemia - quando o nível de açúcar no sangue cai e o paciente pode ter sintomas desagradáveis que não devem ser menosprezados.

Para conscientizar sobre a importância da prevenção das crises de hipoglicemia, a Novo Nordisk, empresa líder global de saúde dedicada a promover mudanças para vencer o diabetes e outras doenças crônicas graves, lança a campanha "Hipo Sem Crise". Produzida pela agência Mandarin, a campanha conta com diversas estratégias de comunicação online, como live interativa com dicas sobre como prevenir e manejar as crises e websérie desenvolvida em parceria com o IBTED (Instituto Brasileiro de Tecnologia e Educação em Diabetes) e com a participação dos endocrinologistas Dra. Monica Gabbay e Dr. Wellington Santana. A ação também tem a participação do judoca e medalhista olímpico Flávio Canto, do médico Dr. Dráuzio Varella e do chef João Alcântara.

"É importante que as pessoas com diabetes, assim como seus familiares e amigos, entendam as causas, os sintomas e os riscos da hipoglicemia, assim como as formas de prevenção e tratamento", diz a endocrinologista e gerente médica da Novo Nordisk Érika Miyamoto Fortes, que explica o que fazer em caso de hipoglicemia: "o primeiro passo é checar a taxa da glicemia no sangue. Familiares e amigos também podem aprender a utilizar o medidor de glicose e oferecer carboidratos simples, como balas, refrigerante ou sucos com açúcar, para ajudar em um momento de crise. A campanha, que também serve para alertar que, apesar de comum, a hipoglicemia não é normal, também é destinada a esse público".

Para saber mais, acesse o site da campanha www.hiposemcrise.com.br

O diabetes é uma condição crônica que se caracteriza pela produção insuficiente ou resistência à ação da insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue e garante energia ao organismo. O diabetes o tipo 2 é o mais comum, quando há resistência à ação da insulina produzida pelo pâncreas. O diabetes tipo 2 está diretamente relacionado ao sobrepeso, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos de vida inadequados.

Embora em grande parte das pessoas seja considerada uma doença silenciosa e não apresente sinais na maior parte do tempo, alguns sintomas podem surgir, que incluem fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, formigamento nos pés e mãos, visão embaçada e demora na cicatrização de feridas no corpo. Já o diabetes tipo 1, geralmente diagnosticado na infância ou adolescência, mas também pode ser diagnosticado em adultos, ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente, o que exige um tratamento com uso diário de insulina.

Seus sintomas podem incluir fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, fraqueza, perda de peso, fadiga, náuseas e vômito. O diabetes pode desencadear complicações no coração, artérias, olhos, rins e nervos. Independentemente do tipo, o atendimento médico regular é fundamental para o adequado controle e para prevenção de qualquer complicação relacionada ao diabetes.Referências
 =12pt1. Sociedade Brasileira de Diabetes. Available at: https://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/oque-e-diabetes. Last access: June 2021
 
 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.80.3.192 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)