Hora certa:
 

Notícias

Vice-Presidente da Apsen Farmacêutica mostra que é possível gerir uma empresa bilionária e manter o samba no pé como rainha de bateria

A Vice-Presidente Executiva da Apsen Farmacêutica, Renata Spallicci, convive com dois grandes desafios que à primeira vista podem ser considerados territórios distintos, mas na prática possuem muitas características em comum. Renata está à frente do novo plano estratégico que quer dobrar o faturamento da Apsen, chegando a R 2 bilhões até 2025, ao mesmo tempo em que se prepara para brilhar como rainha de bateria da escola Barroca Zona Sul, de São Paulo.

Para a executiva, a experiência de ser rainha de bateria contribui para a melhor gestão de uma empresa. "Disciplina, foco e comprometimento da comunidade do samba são fundamentais para viabilizar os desfiles de carnaval. Essas fortalezas aplicadas aos colaboradores de uma empresa fazem com que ela seja muito mais competitiva e rentável", afirma Renata.
 
A escola de samba possui todos os elementos de uma organização. Nela existe hierarquia e comprometimento para que todas as pessoas estejam engajadas, independente do cargo que ocupem. Tal qual uma empresa, a escola de samba precisa ter planejamento estratégico, harmonia para tudo dar certo, empolgação dos participantes durante o desfile e qualidade na execução dos processos.
 
Além disso, as empresas têm muito a aprender com as escolas de samba em questões como inclusão e diversidade, valorização e motivação dos colaboradores, desenvolvimento de talentos, competição saudável, possibilidade de se posicionar de forma autêntica, valorização dos mais velhos e das suas raízes históricas.

Renata levou essa cultura das escolas de samba para dentro da Apsen Farmacêutica. Um dos pilares da sua gestão é o comprometimento dos seus times, mas todos alinhados com o propósito da empresa, que é cuidar de vidas. Os ensinamentos à frente da Apsen foram contados no livro lançado ano passado, cujo título reflete exatamente a convergência da cultura das escolas de samba e os times da Apsen: Sucesso é o resultado de times apaixonados. "Precisamos que o mundo corporativo reative a paixão em seus colaboradores e, para isso, precisamos que nossas empresas trabalhem, sobretudo, movidas por propósito", comenta Renata.

Ala Nação Azul

Engajamento é uma palavra-chave na Apsen. Além de Renata, que esteve à frente da bateria, a Barroca Zona Sul desfilou no Sambódromo com a ala Nação Azul, composta por 77 participantes, entre colaboradores da Apsen, seus familiares e amigos.
 

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 34.231.247.88 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)