Hora certa:
 

Notícias

Luva robótica que devolve movimentos após AVC conquista prêmio para startups

Acaba de sair a lista dos ganhadores do 3º Prêmio Desafio Pfizer, que valoriza startups focadas em produtos e soluções digitais inovadores em saúde.  Ao desenvolver uma luva robótica controlada pelo cérebro para reabilitar pessoas que tiveram acidente vascular cerebral (AVC), a empresa Neurobot conquistou o primeiro lugar da categoria Startups em Criação. Já a empresa Life Up foi a primeira colocada na categoria Startups em Expansão com o aplicativo Cangame Maker, que facilita o aprendizado para pacientes com autismo, síndrome de Down e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Na categoria Inventor o vencedor foi o engenheiro de produção Gianmaria Cominato Filho, que desenvolveu uma touca térmica para evitar a queda de cabelos associada ao tratamento com quimioterapia.
 
Todos os vencedores terão a oportunidade de participar de um programa de mentoria de três meses com executivos brasileiros e estrangeiros da Pfizer. Também poderão escolher três áreas nas quais desejam receber mentoria da Innovster, consultoria empresarial que apoia a iniciativa. Além disso, por meio de uma parceria com a Associação Nacional dos Inventores (ANI), os projetos vencedores ganharão um registro de patente.
 
O 3º Prêmio Desafio Pfizer recebeu 132 inscrições: foram 42 de inventores e outras 90 de startups. E essa forte adesão à premiação mostra o sucesso da iniciativa e a vitalidade das jovens empresas de tecnologia voltadas para a saúde. “A Pfizer, que investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento de opções terapêuticas inovadoras, está convencida da importância de impulsionar o desenvolvimento de soluções originais e de alta tecnologia que ajudem a enfrentar os desafios da sociedade contemporânea na área de saúde”, afirma o diretor comercial da companhia, Vagner Pin. 
 
Ideias inovadoras

A startup Neurobots venceu a categoria Startup em Criação com uma luva robótica controlada por um dispositivo que capta ondas cerebrais para reabilitar pessoas que perderam suas funções motoras após um acidente vascular cerebral (AVC). O objetivo da invenção é estimular a neuroplasticidade, ou seja, a capacidade de o cérebro se adaptar ao longo das experiências vividas, um mecanismo importante após lesões e eventos traumáticos. Assim, ao vestir a luva, o paciente coloca o dispositivo em sua cabeça e é incentivado a abrir a mão. Então, o aparelho capta o comando cerebral e leva a informação à luva, que executa a função. A empresa pretende comercializar o produto para clínicas de fisioterapia. 
 
O primeiro lugar na categoria Inventor foi conquistado pelo engenheiro de produção Gianmaria Cominato Filho, idealizador da touca Capelli. Feita de plástico rígido, ela resfria o couro cabeludo de forma homogênea, por meio de um equipamento especial, impedindo a queda dos cabelos e dos pelos das sobrancelhas em pacientes submetidos a tratamentos com quimioterapia. O resfriamento inibe a alopecia porque diminui o fluxo sanguíneo e impede que o medicamento alcance o couro cabeludo. As toucas atuais, por outro lado, funcionam por contato e, nos locais onde não há a adesão entre a cabeça e a touca, os cabelos caem. 
 
A empresa Life Up foi a primeira colocada na categoria Startup em Expansão pelo desenvolvimento do aplicativo Cangame Maker, destinado ao aprendizado, tratamento e desenvolvimento cognitivo e social de pacientes com autismo, TDAH, síndrome de Down e distúrbios de aprendizagem. A ferramenta permite que pais, educadores e profissionais de saúde criem conteúdo personalizado usando imagens, áudios, vídeos e textos. A ideia é estimular a fala, a percepção auditiva, a acuidade visual e a aquisição de hábitos de higiene, bem como facilitar a alfabetização do paciente. O aplicativo está disponível para usuários doss sistemas Android e IOS. 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 34.228.41.66 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)