Hora certa:
 

Notícias

Campanha #MostraTuaPele leva conhecimento sobre o melanoma a pacientes de todo o Brasil

Durante o mês de dezembro, a biofarmacêutica Bristol-Myers Squibb, em parceria com os Institutos Lado a Lado Pela Vida, Melanoma Brasil, Oncoguia e Vencer o Câncer, lança a segunda etapa da campanha #MostraTuaPele.
 
Criada com objetivo de disseminar conhecimento sobre o câncer melanoma, o tipo mais grave do câncer de pele, nesta segunda etapa a campanha #MostraTuaPele levará aos pacientes conhecimento qualificado sobre a doença, por meio da realização de transmissões ao vivo no Facebook com médicos especialistas.
 
A ideia é abordar todas as etapas da jornada de tratamento enfrentada pelo paciente com melanoma, cujo tratamento tem evoluído expressivamente nos últimos anos, além de reforçar a importância da realização do tratamento completo para elevar as chances de êxito do tratamento da população que sofre com este tipo de câncer.
 
Serão realizadas transmissões ao vivo sobre diferentes tópicos relacionados ao melanoma, com médicos especializados na doença, pela fanpage do Portal Minha Vida no Facebook (https://www.facebook.com/minhavida).
 
De acordo com a programação, o ciclo de transmissões ao vivo finalizará em 17 de dezembro, quando o Dr. Eduardo Bertolli, cirurgião oncológico da Beneficência Portuguesa e do A.C. Camargo, falará sobre o tema: “Retirei o câncer melanoma. E agora? ”.
 
A campanha pega carona no dezembro laranja, uma iniciativa criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) que visa conscientizar a população sobre o câncer de pele para atingir o objetivo de disponibilizar o máximo de informação por meio daqueles que mais entendem do assunto: os médicos.
 
Doença desconhecida

Uma pesquisa nacional realizada pelo Instituto Datafolha em abril de 2018 com objetivo de entender o que os brasileiros sabem e o que querem saber sobre o melanoma apontou que 78% da população brasileira não sabe o que é melanoma. Além do desconhecimento sobre a doença, os dados revelam que a população não consegue identificar corretamente os fatores de risco, colocando apenas o sol como o grande vilão (86%), mas um importante indicativo, que é a etnia, obteve somente 20% das menções.1
 
A pesquisa também revelou que 89% da população nunca falaram com o médico sobre a doença, apenas 36% da população sabe que o melanoma é o tipo mais letal de câncer de pele e 63% não se preocupam em ser diagnosticado com a doença. Outro dado alarmante aponta que menos da metade dos entrevistados (49%) estão conscientes que saber dos sintomas e fatores que causam o melanoma pode ajudar a salvar vidas.
 
O Instituto Nacional do Câncer (INCA) indica que 6.260 novos casos de melanoma serão diagnosticados entre 2018 e 2019 no Brasil.2 Dados da Agência Internacional de Pesquisa Sobre o Câncer (Iarc), da Organização Mundial de Saúde (OMS), indicam que a incidência do melanoma vem aumentando gradativamente nas últimas quatro décadas. De acordo com a Agência, cerca de 200 mil novos casos de melanoma são registrados por ano em todo o mundo.3

 
Fontes:
[list=1] [*]https://www.bms.com/assets/bms/brazil/documents/RELATORIO_Datafolha%20Brasil_MELANOMA%20-%20adaptado%20.pdf [*]http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/pele_melanoma/definicao30T [*]http://globocan.iarc.fr/Pages/fact_sheets_population.aspx [/list]  
 

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 54.82.99.169 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)