Hora certa:
 

Notícias

Parceria entre EMS e IQE beneficia mais de 30 mil alunos no Nordeste, já em linha com Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

A EMS, em parceria com o Instituto Qualidade no Ensino (IQE), associação sem fins lucrativos de caráter educacional e de assistência social, leva a alunos de Caruaru (PE) o projeto "Doses do Saber", para promover inclusão social por meio da melhoria da qualidade do ensino público básico. Até o final do programa, em dezembro de 2019, depois de três anos de implementação, a expectativa é atender cerca de 32 mil alunos (do 1º e 9º anos do Ensino Fundamental), 900 professores e 123 diretores em 123 escolas do município. 

O projeto, que também conta, na mediação, com o apoio do Grupo Acripel, distribuidor farmacêutico em mais de 5 estados do Nordeste, tem como objetivo melhorar os níveis de aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática dos alunos das séries iniciais e finais do Ensino Fundamental e, dessa forma, contribuir inclusive para o alcance das metas do IDEB/MEC. O programa se constitui de um conjunto de ações articuladas para intervir com eficácia na gestão da comunidade escolar de Caruaru, incentivando o fortalecimento das equipes das secretarias de educação nos diferentes níveis de atuação e avançando nos processos que permitem um ensino de qualidade demonstrado na evolução nos indicadores educacionais locais, regionais e nacionais. 

Como parte da atuação do IQE, professores da rede pública são selecionados para participar de um programa de capacitação com 360 horas, no qual recebem formação para disseminação do conteúdo curricular de Língua portuguesa e Matemática, adequado para cada série, junto aos professores da rede. A partir daí, cada formador passa a atender dez escolas do município, tornando-se multiplicador desta proposta para outros educadores. 

Em um segundo momento, ocorrem as visitas de monitoramento. Duas vezes por mês, o formador acompanha os educadores orientandos para tirar dúvidas e direcionar abordagem de temas específicos identificados pelo professor como as maiores dificuldades de aprendizado para a maior parte dos alunos. O município reúne, ainda, o grupo de formadores para encontros mensais em que são oferecidos cursos de atualização. 

"A ideia é capacitar um grupo estratégico da secretaria para que possa, então, disseminar seus conhecimentos para outros educadores da rede. O IQE deixa seu legado e sua metodologia para eles seguirem com as próprias pernas, em uma grande corrente de aprendizado, experiências e vontade de fazer mais e melhor pela nossa educação", diz Iran Freitas, coordenadora geral do Instituto. 

"Para a EMS, é uma grande honra colaborar com o Instituto Qualidade no Ensino desde 2006. Seguindo a essência da empresa, nos orgulhamos de, ao longo desses 13 anos de parceria - com investimentos superiores a R$ 3 milhões apenas nos projetos do IQE -, ter contribuído para ampliar o acesso à educação pública de qualidade a parcelas menos favorecidas da sociedade. Investir na formação de professores para elevar a qualidade de ensino no país é de extremo valor para nós", afirma Josemara Tsuruoka, gerente de Marketing Institucional da EMS. 

"Os nossos esforços nessa área têm trazido resultados gratificantes e significativos para todos os participantes. A EMS pretende continuar contribuindo com iniciativas diferenciadas, que gerem resultados concretos em nome da saúde, da cultura ou da educação, e que se alinham à missão da empresa de cuidar das pessoas", finaliza Josemara. 

Entre as ações que asseguraram a efetiva implantação do "Doses do Saber" estão a formação continuada dos educadores que atuam nas escolas participantes do projeto e a avaliação diagnóstica de aprendizagem do universo dos alunos das mesmas instituições de ensino em até cinco momentos distintos, de acordo com o cronograma de trabalho. Está contemplado, também, o apoio aos alunos que revelarem defasagens de aprendizagem no processo avaliativo do programa, com reforço escolar semestral em Língua Portuguesa e Matemática, além da formação e desenvolvimento de diretores de escolas e treinamento de professores formadores. 

O momento é bastante adequado para incentivar os educadores da rede pública, por conta da homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) no Brasil, que determina o conteúdo que deve ser aprendido pelos alunos de cada série em todo o território nacional e que é contemplada pelo programa do IQE. A determinação, que busca o equilíbrio entre o ensino que é oferecido nas redes pública e privada, pretende garantir que as bases da educação em cada etapa do desenvolvimento escolar sejam cobertas.












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.95.63.218 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)