Hora certa:
 

Notícias

Com foco em genéricos, venda de medicamentos da Abradilan cresce 8% no primeiro trimestre

Nos três primeiros meses de 2019, os associados da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), entidade que reúne 138 empresas distribuidoras de medicamentos e produtos de higiene pessoal e cosméticos, totalizaram R$ 1,4 bilhão em vendas de medicamentos e não medicamentos (HPC), 8% mais do que os R$ 1,3 bilhão registrado no mesmo período de 2018. Foram comercializadas pela Abradilan, entre janeiro e março últimos, 253,4 milhões de unidades no trimestre, um aumento de 4% em relação ao ano passado, quando foram distribuídas 243,6 milhões de unidades. Os dados são da IQVIA, a pedido da Abradilan.

No acumulado dos últimos 12 meses (abril de 2018 a março de 2019), as vendas da Abradilan chegaram a 1.026 bilhão de unidades no país, aumento de 8% na comparação com o mesmo período de 2018, que teve a marca de 952 milhões de unidades. Já em valores, as vendas atingiram R$ 5,6 bilhões, um aumento de 12% em relação a 2018, quando chegou a R$ 5 bilhões.

Segundo o presidente da Abradilan, Juliano Vinhal, esses resultados mostram o crescimento do setor e a importância dos distribuidores, presentes em 95% dos municípios brasileiros. Só no mês de março último, foram comercializadas 92,4 milhões de unidades, que totalizaram vendas de R$ 518,2 milhões, acréscimo de 4% sobre o mesmo mês de 2018, que registrou R$ 499 milhões.

Medicamentos genéricos em destaque - Na distribuição de segmentos dos produtos na Abradilan em março, o destaque fica por conta dos medicamentos genéricos, que chegam a representar 43,4% das vendas dos associados. Em unidades, o percentual é um pouco maior, de 44,6%. Segundo Vinhal, com a crise econômica e com o orçamento mais enxuto, muitas famílias optaram por medicamentos com valores mais acessíveis e por isso, os genéricos tiveram destaque nas vendas impulsionando.

A venda do medicamento genérico foi regulamentada pela Lei 9.787, de 10 de fevereiro de 1999, que autorizou a comercialização, por qualquer laboratório, de medicamentos cujas patentes estivessem expiradas. De janeiro a março, as vendas de genéricos, segundo a Pró-Genéricos, entidade que congrega os 17 maiores laboratórios que atuam nesse mercado no país, registraram alta de 9,28%, com 356,7 milhões de unidades.  












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 35.173.57.202 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)