Hora certa:
 

Notícias

Mais de 16 milhões de brasileiros têm diabetes e o controle da doença reduz em 20% a possibilidade de um infarto ou AVC

O diabetes é o terceiro maior fator de risco para o coração e o Brasil é o 4º país com o maior número de casos no mundo. Em 14 de novembro, a Sociedade Brasileira de Cardiologia promoverá uma campanha nacional de alerta. Em São Paulo, haverá realização de exames e orientações na estação Sé do metrô.
 
Muitos brasileiros ainda negligenciam os cuidados com a doença, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC. O diabetes é considerado o terceiro maior fator de risco para o desenvolvimento da doença aterosclerótica cardiovascular, como infarto e AVC. Mais de 16 milhões de brasileiros têm diabetes e, segundo a Diretriz Brasileira sobre Prevenção de Doenças Cardiovasculares em Pacientes com Diabetes, apenas um em cada quatro pacientes faz o tratamento de forma adequada. O Brasil é o quarto país com a maior incidência mundial da doença, perdendo apenas para os Estados Unidos, Índia e China.

O diabetes é uma doença crônica que se caracteriza pelo aumento constante dos níveis de glicemia no sangue. A incidência tem aumentado em todo mundo pelos hábitos alimentares inadequados, pela obesidade e sedentarismo.

Os sintomas mais comuns são: muita sede, rápida perda de peso, muita fome, cansaço inexplicável, grande vontade de urinar, dificuldade para cicatrização, infecções frequentes, visão embaçada e falta de concentração.

Para o diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia – SBC, Fernando Costa, qualquer pessoa que apresente um ou mais sintomas deve procurar orientação médica imediatamente. “O diabetes pode e precisa ser controlado para que o paciente tenha qualidade de vida. Isso pode reduzir em até 20% o risco de um infarto ou acidente vascular cerebral – AVC”, completa Costa.

Fernando Costa explica que os adultos, familiares próximos com diabetes, sobrepeso ou obesidade, sedentarismo, pressão alta, colesterol elevado ou uso de medicações que aumentam a glicose no sangue, são pessoas com maiores riscos de desenvolverem o diabetes.

“O diagnóstico precoce permitirá o início imediato do tratamento e diminuição dos riscos cardiovasculares. A prevenção é sempre a melhor forma de combater o diabetes e suas consequências”. O diretor da SBC orienta que é essencial praticar exercícios físicos, manter o peso, evitar a obesidade, alimentar-se com pouco sal, sem frituras e com mais frutas, verduras e legumes, reduzir o consumo de álcool, abandonar o cigarro, evitar o estresse e ter mais tempo para a família, os amigos e o lazer.
 
 
Horário: 9h30 às 15h30
Local: Metrô da Sé
Endereço: Praça da Sé – Centro – São Paulo/SP
Atividades: medição de glicemia (com a distribuição de 1.000 senhas) e orientações
 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.215.182.36 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)