Hora certa:
 

Notícias

Obesidade cresce no Brasil e pode impactar o PIB nos próximos 30 anos

Mais de 41 milhões de pessoas são obesas no Brasil. Um a cada 5 brasileiros sofre com a doença, que só está atrás do cigarro em causa de mortes evitáveis no mundo.

Entre 2006 e 2018, a obesidade cresceu 67,8% no país, tornando-se uma epidemia e que pode nos levar a um patamar semelhante ao dos Estados Unidos, campeão em porcentagem de obesos (36% de sua população adulta), já nos próximos anos.

Os dados do Ministério da Saúde foram reforçados por estudo recente da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo que reúne os 36 países mais ricos do planeta. E o número de obesos no Brasil cresceu em um ritmo maior do que nas nações ricas. A proporção de obesos na população adulta brasileira pulou de 12,7% para 22,1%, em dez anos, enquanto a da OCDE está em 23,2%.

Além de ser um fator de risco para alguns tipos de câncer, hipertensão e diabetes, a obesidade poderá impactar em 5,5% do PIB nacional, entre 2020 e 2050, justamente devido aos gastos com essas doenças.

A obesidade, porém, não pode ser associada a desleixo e falta de vontade, estigma frequentemente carregado por pacientes que sofrem com o excesso de peso. Por ser uma doença multifatorial, o tratamento deve considerar diversos aspectos, incluindo emocional e psicológico. 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 18.232.125.29 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)