Hora certa:
 

Notícias

Bayer e Azitra firmam parceria para explorar microbioma cutâneo humano na produção de novos produtos dermatológicos

A Bayer e a Azitra Inc., empresa de biotecnologia dermatológica especializada em estudos clínicos, anunciam parceria para trabalhar na identificação e caracterização de bactérias encontradas no microbioma cutâneo. A colaboração vai utilizar o painel exclusivo de cepas de Staphylococcus epidermidis da Azitra para identificar potenciais candidatas para o tratamento de dermatoses. Com base nos resultados da pesquisa, a Bayer deve usar cepas selecionadas de Staphylococcus epidermidis para desenvolver produtos dermatológicos naturais sob um futuro acordo de licenciamento. Entre as possibilidades estão a criação de medicamentos para pele sensível e com predisposição ao eczema e produtos terapêuticos para combater a dermatite atópica e outros problemas de pele.

Publicações científicas recentes sugerem que bactérias, especialmente as que vivem na pele e formam o microbioma, podem contribuir significativamente para a proteção cutânea. Outros efeitos positivos incluem o apoio à recuperação da pele após dermatite atópica, acne, rosácea e outras dermatoses e a aceleração da cicatrização de feridas.

"O microbioma da pele pode ser uma plataforma promissora de desenvolvimento e comercialização de produtos dermatológicos naturais. A Bayer desenvolve pesquisas próprias e parcerias para desenvolver produtos com base científica comprovada; por isso, estamos muito contentes com a colaboração com a Azitra. A empresa já demonstrou a tolerabilidade de uma cepa selecionada de Staphylococcus epidermidis em voluntários saudáveis e, agora, planeja passar à etapa de demonstração clínica da eficácia", diz Heiko Schipper, membro do conselho executivo da Bayer AG e presidente da Bayer Consumer Health.

A Bayer vai contribuir ativamente para a pesquisa, fornecendo formulações tópicas para manter a viabilidade da Staphylococcus epidermidis nas demonstrações de compatibilidade e desempenho sensorial.

"Temos um forte compromisso com o potencial do microbioma e os benefícios para a saúde e aparência da pele. Com a parceria com a Bayer, tenho certeza de que chegaremos a excelentes resultados com essa tecnologia", afirmou Richard Andrews, presidente e CEO da Azitra.

A versátil plataforma de tecnologias da Azitra oferece ainda outras opções de seleção de cepas para o tratamento de dermatoses, como dermatite atópica, acne e psoríase. Além disso, a Bayer vai analisar o uso das bactérias modificadas da Azitra em dermatologia e em outras áreas de autocuidado, como nutrição e saúde digestiva.
 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.230.119.106 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)