Hora certa:
 

Notícias

GSK e CEPI anunciam colaboração para fortalecer esforços no desenvolvimento de uma vacina contra o Coronavírus

A GSK, farmacêutica global, e a CEPI, coalizão para inovação na preparação para enfrentar situações epidêmicas, anunciaram esta semana uma nova colaboração com o objetivo de apoiar os esforços globais no desenvolvimento de uma vacina contra o Coronavírus. Nesta nova iniciativa, a britânica disponibilizará sua plataforma tecnológica de adjuvantes para vacinas pandêmicas com o intuito de aprimorar o desenvolvimento de uma vacina eficaz contra a nova variante do vírus, classificada como 2019-nCoV.

A GSK é líder no desenvolvimento de vacinas inovadoras usando diferentes sistemas de adjuvantes, que são substâncias adicionadas à algumas vacinas para aumentar a resposta imune. A partir desse processo, é possível obter uma imunização mais forte e mais duradoura contra infecções do que a vacina composta pelo antígeno isolado. O uso de um adjuvante é de importância particular em uma situação de pandemia, uma vez que pode reduzir a quantidade de antígenos necessários por dose, permitindo que mais doses da vacina sejam produzidas e disponibilizadas para mais pessoas.

Dr. Richard Hatchett, CEO do CEPI, comentou:
“Obter acesso à tecnologia líder mundial de adjuvantes da GSK é um grande passo em direção ao desenvolvimento de uma vacina contra o novo Coronavírus 2019-nCoV. A união desse sistema com a plataforma tecnológica pioneira que estamos financiando, tem o potencial de disponibilizar, rapidamente, mais vacinas, uma vez que diminui a dose de antígeno necessário para proteger cada indivíduo. Este efeito “poupador de antígeno” faz com que um suprimento da vacina dure mais, aumentando o número de pessoas beneficiadas.”

Thomas Breuer, Diretor Médico da GSK Vacinas, afirmou:
“Como líderes em ciência e inovação, acreditamos que podemos ajudar a contribuir na luta contra o Coronavírus 2019-nCOV com os nossos sistemas avançados de adjuvantes de vacinas. Nossa tecnologia foi previamente usada com sucesso no cenário da pandemia de gripe. Ela permite usar pequenas quantidades apenas do antígeno da vacina, o que permite a produção de mais doses de vacina -- uma vantagem crucial em um cenário de pandemia.”

A CEPI coordenará os compromissos entre a GSK e as entidades financiadas pela CEPI que estiverem interessadas em testar a plataforma. O primeiro acordo para formalizar este compromisso foi assinado entre a GSK e a Universidade de Queensland, na Austrália, que já é parceira da CEPI desde janeiro de 2019.

Roger Connor, Presidente da GSK Vacinas, acrescentou:
“Na GSK, acreditamos no valor que a CEPI pode agregar na resposta a epidemias, como no caso do Coronavírus 2019-nCOV. Estamos orgulhosos de contribuir com as pesquisas de ponta dos cientistas na Universidade de Queensland, e estamos abertos a trabalhar com outros parceiros que tenham uma plataforma promissora de vacinas que poderiam ser usadas junto com nosso adjuvante.”

Prof. Peter Høj, Vice-Reitor da Universidade de Queensland, disse:
“A equipe de pesquisa na Universidade de Queensland está avançando em um programa de vacinas contra o Coronavírus 2019-nCoV e a disponibilidade do adjuvante da GSK permitirá que realizemos importantes experimentos pré-clínicos desenhados para avaliar a efetividade da vacina.”

Este anúncio complementa quatro programas de trabalho anteriores da CEPI referentes ao desenvolvimento da vacina contra o Coronavírus 2019-nCoV, em parceria com: CureVac, Inovio, Universidade de Queensland, Moderna, Inc. e o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA. Estas parcerias buscam melhorar o entendimento científico da nova forma do vírus e o desenvolvimento vacinas contra ele. Estes programas impulsionarão plataformas de resposta rápida já corroboradas pela CEPI com o objetivo de avançar vacinas candidatas contra o 2019-nCoV para testes clínicos o mais rapidamente possível. Além disso, a CEPI lançou um novo anúncio de propostas para desenvolvimento e fabricação de tecnologia de vacina que já foram comprovadas efetivas contra o novo Coronavírus. O anúncio está em andamento e aberto até fevereiro.

A CEPI e a GSK estão comprometidas com os princípios de acesso igualitário e trabalharão juntas nesta colaboração para assegurar o desenvolvimento, o uso e o acesso a qualquer vacina contra o 2019-nCoV desenvolvida por meio desta colaboração.

O coronavírus é uma família de vírus que pode levar a doenças respiratórias, incluindo Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV). Os coronavírus são transmitidos entre animais e pessoase podem evoluir para cepas não identificadas anteriormente em seres humanos. Em 07 de janeiro de 2020, uma nova versão do vírus (2019-nCoV) foi identificada como causa de ocorrências de pneumonia na cidade de Wuhan, localizada na Província de Hubei, na China. Desde então, outros casos foram reportados em vários países, sendo que até o momento, todos puderam ser rastreados de volta à cidade de Wuhan.

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.230.119.106 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)