Hora certa:
 

Notícias

Cresceu a venda de medicamentos para diabetes e insônia em 2019 no Brasil

Uma rotina puxada e maus hábitos de saúde podem trazer uma série de malefícios à saúde, além do desenvolvimento de distúrbios como insônia e diabetes. Prova disso é o aumento nas vendas de medicamentos para estes problemas de saúde, que segundo o Farmácias APP tiveram uma alta de 20% e 12% comparado a 2018, respectivamente.

Segundo a pesquisa, os medicamentos para diabetes que mais venderam foram os de classe agonista (medicamento injetável para controle do nível de açúcar no sangue em pacientes que não estão controlados com o tratamento existente), com crescimento de mais de 44%. A classe de antidiabéticos inibidores da proteína SGLT2 (tratamento para melhorar o controle glicêmico em conjunto com dieta e exercícios) registrou aumento de quase 38% em relação a 2018.

Já os medicamentos da classe hipnótica e sedativa, indicados para o tratamento da insônia, tiveram um crescimento considerável nas vendas em 2019, alcançando 20% no comparativo com o ano anterior.

Alguns indicadores explicam a alta nas vendas destes medicamentos, afirma Marcos Caseiro, professor do curso de medicina da Universidade São Judas. “No caso da diabetes, o aumento vai de encontro à uma tendência mundial: o aumento da obesidade. Além disso, o consumo de alimentos hipercalóricos como massas e açúcares tem aumentado exponencialmente, o que potencializa o desenvolvimento da doença”, explica o especialista.

“Já analisando a insônia, é uma doença que está atrelada ao ritmo de vida e o nível de estresse da população. Muitas pessoas têm um dia ruim devido à falta de sono adequado e acabam aderindo aos medicamentos para solucionar este problema e, em alguns casos, ficam até dependentes destes remédios”, completa Marcos Caseiro.



 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.215.174.30 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)