Hora certa:
 

Notícias

Abradilan comemora Dia do Genérico com 44% do volume de unidades vendidas desses medicamentos

O Brasil comemora hoje, 20 de maio, o Dia do Genérico. Em termos de políticas públicas de saúde no País, a lei 9.787, que criou os genéricos, completou 21 anos de existência e se configura como uma das maiores conquistas.

Os medicamentos genéricos fortalecem a economia brasileira, que passou a contar com uma indústria farmacêutica moderna, dinâmica e que gera emprego para milhares de pessoas. Eles já proporcionaram uma economia de mais de R$ 150 bilhões em gastos com medicamentos pela sociedade, sendo que é um dos mercados que mais cresceu nos últimos anos no Brasil. O segmento registrou um crescimento de 14,87% em vendas, atingindo a marca de R$ 9,82 bilhões comercializados em 2019, já considerando os descontos concedidos ao varejo.

A Associação Brasileira de Distribuidores e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan) tem 28% do mercado total de distribuição e 18% do mercado total quando se considera também o varejo. O mercado total de distribuição é de 3,8 bilhões de unidades e o mercado total e varejo é de bilhões. Para genéricos, a Abradilan significa 44% do volume em unidades; em trade e similar, 48% do volume.

O presidente da Abradilan, Vinicius Andrade, revela que os medicamentos genéricos, juntamente com os similares, são a grande força de seus associados. "Os medicamentos genéricos são produtos que levam qualidade e preços acessíveis à população, portanto, têm um grande potencial de crescimento no mercado farmacêutico brasileiro. A rede de atendimento dos distribuidores da Abradilan é composta por mais de sete mil representantes comerciais que são muito bem preparados para orientar as drogarias sobre esses produtos e como eles podem ajudar nos negócios e o paciente."

Andrade diz ainda que por se tratar de um dos segmento de medicamentos que mais cresce no mercado farmacêutico brasileiro, muitos distribuidores têm seus negócios focados nesta distribuição.

Mas, o grande beneficiário dos genéricos tem sido, de fato, o bolso do consumidor. E como além de baratos, são seguros e eficazes, conquistaram a confiança também da classe médica. Hoje, dos 20 medicamentos mais prescritos no Brasil, 15 são genéricos. Outra notícia boa, nesta história de conquistas, é que hoje existem genéricos para tratar mais de 90% das doenças conhecidas, das mais simples às mais complexas.

Crescimento ininterrupto

No Brasil, 97% das classes terapêuticas são atendidas pelo genérico, o que mostra a forte atuação da indústria farmacêutica e sua contribuição para um presente e um futuro de saúde. Hoje, o genérico é aceito por 80% da população, representando 33% dos medicamentos consumidos no País. A grande aprovação vem do fato de que as pessoas estão consumindo o genérico, conseguem se tratar adequadamente e se curar com ele, voltando a consumi-lo quando precisam, atestado de eficácia e segurança na prática.

Os próximos anos reservam vencimentos de patentes importantes, de produtos para cardiologia, doenças do sistema nervoso e Parkinson, que em breve terão suas versões genéricas disponíveis à população. O envelhecimento da população brasileira é outro fator que se consolida como grande oportunidade para o segmento de genéricos no País.

Dez Genéricos mais vendidos (em volume e valor) em 2019

1. Cetoprofeno (Medley)

2. Rosuvastatina Cálcica (Sandoz)

3. Amoxicilina + Clavulanato de Potássio (Sandoz)

4. Citrato de Sildenafila (Eurofarma)

5. Esomeprazol Magnésio (Medley)

6. Levotiroxina Sódica (Merck)

7. Succinato de Metoprolol (Medley)

8. Tadalafila (Eurofarma)

9. Amoxicilina + Clavulanato de Potássio (Eurofarma)

10. Losartan Potássico (Neo Química)


Fonte: IQVIA, auditoria de mercado PMB, apenas canal varejo, total Brasil. Valores em R$ PPP (já considera o desconto entre a distribuição e o ponto de venda). Períodos MAT Dez’18 (Jan’18 à Dez’18) e MAT Dez’19 (Jan’19 à Dez’19) 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 18.204.227.117 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)