Hora certa:
 

Notícias

EMS intensifica medidas de segurança para garantir integridade dos colaboradores na pandemia de Covid-19

A EMS integra a lista das empresas que mantiveram suas atividades durante a pandemia de Covid-19 por prestarem serviços essenciais à sociedade. A companhia passou a adotar diversas medidas com o intuito de garantir a produção e o abastecimento de medicamentos à população brasileira e, ao mesmo tempo, a segurança dos seus colaboradores, que estão diariamente se dedicando para que o restante das pessoas possa cumprir o isolamento social, em uma tentativa de diminuir o contágio do novo coronavírus, atendendo às orientações das autoridades de saúde.

Uma dessas medidas foi a duplicação do número de linhas do transporte fretado. A EMS contratou o dobro de veículos para atender aos três turnos de trabalho. Com isso, o objetivo é que, nos trajetos de ida e de volta, os usuários consigam respeitar o espaçamento mínimo entre si e se mantenham seguros o tempo inteiro. Eles devem, seja qual for o percurso, usar as máscaras que são diariamente disponibilizadas pela empresa, assim como ocorre com quem se locomove com carro próprio.

As máscaras são, hoje, item obrigatório nas dependências do laboratório, assim como o uso do álcool em gel, também distribuído a todos os departamentos e disponibilizado em pontos estratégicos de circulação de pessoas.

“Estamos trabalhando incansavelmente para que a população não fique desabastecida e para garantir a segurança também das nossas pessoas, que estão aqui fazendo isso acontecer. Não poderíamos estar mais orgulhosos de nossos colaboradores, que entendem a seriedade da situação e, mais do que nunca, a importância do seu empenho e dedicação em nome da saúde e do bem-estar social. A adesão a esse pensamento de responsabilidade aliada ao ato de cuidar é de 100%”, afirma a diretora corporativa de pessoas da EMS, Silvana Santana.

Ao chegar à empresa, antes mesmo de passarem pela catraca, todos têm sua temperatura verificada. A partir do registro de 37,5º, é solicitado que se retorne para casa e prossiga em observação, devendo voltar no dia seguinte apenas em caso de melhora.

Entre outras iniciativas, a EMS tem ainda reforçado o trabalho de conscientização. Desde março, são feitas aos colaboradores divulgações constantes de comunicados internos explicativos – por e-mail, cartazes, banners e murais - sobre a pandemia, com destaque para a criação de um portal e de uma central telefônica de informações, com equipe médica disponível 24 horas, para esclarecer dúvidas sobre medidas de prevenção e de higiene, por exemplo.

A campanha "Estamos aqui por vocês, fiquem em casa por nós", que teve um alcance mundial, foi abraçada também internamente para ajudar a alertar os cidadãos quanto ao cumprimento do distanciamento social. “De fato, todos os nossos colaboradores compreendem a importância de seu papel neste momento e o fazem com primazia. E, para eles, também lançamos uma campanha interna de valorização e engajamento, chamada ‘Nós pela Saúde’, com divulgação das histórias e imagens desses nossos heróis”, diz.

Em alguns locais na empresa onde o convívio é inevitável, como no restaurante, a EMS adotou mais medidas de segurança. As refeições passaram a ser oferecidas em escalas de horário, evitando aglomerações, com lugares demarcados por conta do espaçamento mínimo necessário entre as pessoas. Foram reduzidas as quantidades de assentos e as cadeiras puderam ser redistribuídas pelo ambiente. Para tocar nos talheres e se servir, é preciso usar as luvas disponibilizadas na entrada, logo após passar pela catraca, que traz um lembrete indicando “evite tocar”.

Na área de convivência, o espaçamento entre os bancos também ocorre e alguns deles receberam um X (proibido o uso) para garantir a adequada separação entre os colaboradores. Com a ajuda de um caminhão-pipa, todas as áreas comuns externas são semanalmente limpas com água e sabão. Além disso, a limpeza em todas as áreas foi intensificada com o uso de hipoclorito.

“Redobramos os cuidados com quem está na linha de frente e que trabalha, diariamente, para que a população brasileira continue com acesso a medicamentos e realizando os seus tratamentos, cuidando de sua saúde”, completa Silvana.

Viagens canceladas

Logo no início do decreto da pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a EMS orientou o cancelamento de todas as viagens nacionais e internacionais dos colaboradores, além de ter deixado de receber grupos de visitantes na fábrica, por prazo indeterminado, e de cancelar visitas a hospitais e consultórios médicos pela equipe externa, que segue em licença remunerada.

O acesso às dependências ficou totalmente restrito e muitos que poderiam executar suas atividades remotamente passaram a trabalhar em regime de home office, incluindo não só a área administrativa, como também, as áreas comercial e técnica. Uma das primeiras ações tomadas pela empresa também foi o afastamento imediato, via licença remunerada, dos colaboradores que compõem o grupo de risco (idosos, gestantes e imunodeprimidos). A família do colaborador foi contemplada com ações da empresa, como a divulgação de uma cartilha com sugestão de atividades, por exemplo, para crianças em quarentena.
 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.235.22.210 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)