Hora certa:
 

Notícias

Boehringer Ingelheim fecha parceria contra covid-19

A farmacêutica Boehringer Ingelheim (BI) entrou no consórcio, CARE (Corona Acellerated R&D in Europe) que tem como objetivo acelerar a descoberta e o há 39 minutos Empresas desenvolvimento de medicamentos para tratar a covid-19. No CARE, inciativa da União Europeia, há participação de 37 instituições sendo onze farmacêuticas.

Segundo a diretora médica da BI, Thaís Melo, o consórcio tem três frentes de atuação: reposicionamento de drogas, por meio de triagem nas bibliotecas de moléculas dos parceiros para avaliar a eficácia no tratamento da covid-19; descoberta de drogas e moléculas com base em triagem in silico e perfis de compostos candidatos dirigidos contra SARS-CoV-2; e o desenvolvimento de anticorpos neutralizantes do vírus.

Como membro do consórcio CARE, a BI liderará o fluxo de trabalho com foco no desenvolvimento de anticorpos neutralizantes de vírus. Além disso, a empresa fornecerá moléculas antivirais de seu portfólio legado de HIV e HCV e candidatas a pequenas moléculas a partir de uma triagem completa em seu portfólio.

“Nossa matriz na Alemanha está desenvolvendo anticorpos neutralizantes do vírus. É uma tecnologia parecida com a dos anticorpos monoclonais. Esse produto específico está na fase de avaliação laboratorial. Os ensaios ainda não chegaram na fase em humanos”, afirmou a executiva.

Thaís disse ainda que a farmacêutica já identificou duas moléculas, em seu portfólio, que nos estudos preliminares foram eficazes contra a covid-19. Dessa forma, a empresa começou a fazer os protocolos para iniciar os estudos clínicos desses medicamentos que devem ser iniciados no fim de outubro.

“Ainda não há as diretrizes desses ensaios e em qual países devem ser feitos, mas o Brasil é um candidato forte para esses estudos. Isso em função do estágio da pandemia no país e da rapidez da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] em aprovar os ensaios clínicos para a covid-19”, ressaltou Thaís.

A Anvisa já aprovou normativas menos burocráticas que agilizam o processo de aprovação de estudos clínicos fase 3 para vacinas e medicamentos contra a covid-19.

Em média, a agência aprova os ensaios em 72 horas. Yves Lévy, coordenador do CARE, disse que o consórcio reúne esforços de toda a comunidade científica global. “São 37 parceiros em uma aliança com as experiências e know-how em torno de um ambicioso plano de trabalho de 5 anos para desenvolver um tratamento para a covid-19”, disse Lévy, em comunicado.

Thaís ressaltou que a iniciativa já conta com uma doação de € 77,7 milhões feita pela União Europeia (UE) e contribuições de onze empresas da Federação Europeia de Associações e Indústrias Farmacêuticas (EFPIA).

Clive Wood, vice-presidente sênior corporativo e chefe global de pesquisa e desenvolvimento da Boehringer Ingelheim afirmou que o consórcio CARE irá liberar o poder da ciência aberta e da colaboração a serviço da sociedade. “Trabalharemos de forma rápida e decisiva em um espírito de cooperação sem precedentes com nossos parceiros na academia e na indústria para derrotar a ameaça sem precedentes de COVID-19 e outras doenças graves de coronavírus.”












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 34.200.226.179 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)